Pular para o conteúdo principal

Apresentação

COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Coordenador: Claudio Chrysostomo Werneck - Matr.: 290665
Biologia Animal: Selma Giorgio - Matr.: 251721
Biologia Celular e Estrutural: Luciana Bolsoni Lourenço - Matr.: 288966
Biologia Funcional e Molecular: Marcelo Bispo de Jesus - Matr.: 310236
Biologia Molecular e Morfofuncional: Lucia Elvira Alvares - Matr.: 289768
Biologia Vegetal: Sara Adrián López de Andrade - Matr.: 308205
Ecologia: Simone Aparecida Vieira - Matr.: 297120
Genética e Biologia Molecular: Cristina Elisa Alvarez Martinez - Matr.: 303815
Ensino de Biologia em Rede Nacional - PROFBIO: Cristina Pontes Vicente - Matr.: 290840
Representantes Discentes: Henrique Nascimento de Araújo (titular) / Pedro Víctor de Carvalho Costa (suplente)

Grupo de alunos da Pós-Graduação/IB/Unicamp no Facebook: https://www.facebook.com/groups/223600994400751/

 


A Pós-Graduação do Instituto de Biologia, abrange todas as grandes áreas das Ciências Biológicas com  objetivo de produção científica, tecnológica e cultural e formação de pesquisadores e profissionais de alto nível. Para a realização desse objetivo contamos com os programas direcionados a cada área da Biologia.
 
Atualmente são oito programas de pós-graduação, Biologia Celular e Estrutural, Biologia Funcional e Molecular, Biologia Molecular e Morfofuncional, Biologia Vegetal, Ecologia, Genética e Biologia Molecular, Biologia Animal e Ensino de Biologia em Rede Nacional, e todos têm identidade acadêmica bem definida sem, no entanto, perder seu caráter multidisciplinar e oferecem cursos de mestrado e doutorado.

Programas de Pós-Graduação

Os Programas de Pós-Graduação do Instituto de Biologia têm como objetivo a formação científica, tecnológica e cultural de pesquisadores e profissionais de alto nível.

Sete dos Programas têm os cursos de Mestrado e de Doutorado, os quais permitem que seus alunos se candidatem aos títulos de Mestre e de Doutor, respectivamente. O curso de Mestrado pode ser uma fase preliminar para o curso de Doutorado ou o nível terminal e não constitui, necessariamente, requisito obrigatório para a obtenção do título de Doutor, o qual deve indicar que seu portador é capaz de conduzir uma pesquisa de modo independente.

Os respectivos desempenhos acadêmicos dos seis programas são avaliados por quatro diferentes comitês de áreas da CAPES. A organização supra-departamental dos programas de PG favorece a interação entre docentes e alunos dos diversos programas e confere uma natureza multidisciplinar às linhas de pesquisas desenvolvidas. Na última avaliação quadrienal da CAPES (2017 - 2021), conforme tabela abaixo:

 

Notas CAPES