Laboratórios

Laboratório de Regeneração Nervosa

Atividades: Nosso interesse concentra-se no melhor entendimento de mecanismos envolvidos na regeneração do Sistema Nervoso Central e Sistema Nervoso Periférico, investigando processos degenerativos e regenerativos após lesões centrais e periféricas, com ênfase nos motoneurônios medulares, sinapses e reação glial/inflamação. Para isso, empregamos diferentes técnicas, incluindo-se imunoistoquímica, microscopia eletrônica de transmissão, hibridação in situ, q-RT-PCR e cultura de células tronco, gliais e de neurônios medulares.

Responsável:Prof. Dr. Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira

 

Laboratório do Pâncreas Endócrino e Metabolismo

Atividades: Desenvolve estudos científicos sobre os mecanismos funcionais, celulares e moleculares envolvidos na secreção de insulina em modelos experimentais utilizando animais e cultura de células. Pesquisa ainda o controle molecular do metabolismo e do processo de biogênese mitocondrial em células musculares tendo como propósito principal a identificação de alvos moleculares capazes de aumentar a função mitocondrial revertendo o processo de resistência à insulina em células do músculo esquelético. Esse Laboratório está instalado noCentro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades (OCRC) no Instituto de Biologia, UNICAMP.

Responsáveis: Prof. Dr. Antonio Carlos Boschero, Prof. Dr. Everardo Magalhães Carneiro, Profa .Dra. Helena Cristina de Lima Barbosa SampaioProf. Dr. Leonardo dos Reis Silveira

 

Laboratório de Metabolismo de Lípides

Atividades: Estudamos a regulação nutricional, hormonal e farmacológica de proteínas que modulam o metabolismo de lípides, especialmente da proteína de transferência de colesteril éster. Também focamos em bioenergética e metabolismo em dislipidemias, aterosclerose, obesidade e diabetes.

Responsável: Profa. Dra. Helena Coutinho Franco de Oliveira

 

Laboratório de Matriz Extracelular e Regulação da Expressão Gênica

No nosso laboratório estudamos (1) a composição bioquímica, a morfologia e os arranjos da matriz extracelular em diversos tecidos e suas aplicações; (2) as interações celulares que resultam na diferenciação celular e na produção, organização e degradação da matriz extracelular e (3) os aspectos sub-celulares, dinâmicos e quantitativos das células no seu ambiente e nas respostas a diferentes fármacos/tratamentos.

Visite-nos em: hernandescarvalholab@net.br ou inct-infabic@net.br

Responsável: Prof. Dr. Hernandes F. Carvalho

 

Laboratório de Biologia Estrutural da Junção Neuromuscular

O grupo de pesquisa da Biologia Estrutural da Junção Neuromuscular desenvolve trabalhos que visam o melhor conhecimento dos fenômenos biológicos envolvidos no desenvolvimento, manutenção e plasticidade da junção neuromuscular, em condições normais, bem como na distrofia muscular e na regeneração muscular.

Responsáveis: Profa. Dra. Maria Júlia Marques e Prof. Dr. Humberto Santo Neto

 

Laboratório de Eletromiografia, Controle Motor e Eletrotermoterapia Experimental

Atividades: Com auxílio-pesquisa Fapesp, iniciou suas atividades em maio de 2002, e, hoje, apresenta-se como um agente capaz de interagir com a estrutura científico-acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Estrutural (Mestrado e Doutorado). O laboratório tem como intuito investigar e analisar a atividade elétrica muscular correlacionando-a ou não às patologias. Atua também na eletrotermoterapia experimental estudando a ação biológica do laser de baixa potência em inflamações  e degeneração da ATM e músculos da mastigação.

Responsável: Prof.ª Dr.ª Evanisi Teresa Palomari

 

Laboratório de Biologia da Reprodução

Atividades: O laboratório de Biologia da Reprodução tem nos últimos 10 anos estudado às alterações do microambiente prostático. Recentemente, a dinâmica do estroma prostático bem como as interações epitélio-estroma tem sido o principal foco visto o papel decisivo desses no desenvolvimento e progressão de adenocarcinoma da próstata, associado a processos como inflamação, angiogênese e envelhecimento. Nesses estudos, o uso de diferentes terapias e um modelo de camundongo transgênico para o adenocarcinoma de próstata (TRAMP) são utilizados em conjunto com técnicas de imunohistoquímica, Western Blotting, Elisa, microdissecção, morfologia e estereologia.

Responsável: Profa. Dra. Valéria Helena Alves Cagnon Quitete(citação: Cagnon V H A)

 

Laboratório de Estudos do Estresse (LABEEST)
Atividades: O Laboratório de Estudos do Estresse (LABEEST) estuda a resposta ao estresse quantificando marcadores do estresse bem como seu efeito sobre as respostas cardíaca e metabólica em modelos animais.
Responsável: Profa. Dra. Dora Maria Grassi Kassisse

Análises Bioquímicas de Matriz Extracelular

Atividades: Aspectos bioquímicos e estruturais da matriz extracelular de tendão em processo de reparo, após indução de processo inflamatório ou após transecção parcial. Atualmente estamos estudando o processo de reparo em tendões parcialmente transeccionados, após a aplicação de células tronco mesenquimais derivadas de tecido adiposo, associada com microcorrente e com laser de baixa potência. Abordamos também o efeito da aplicação de fitoterápicos no processo de reconstrução de tendões lesionados.

Responsáveis: Prof. Dr. Edson Rosa Pimentel

 

Laboratório de Cromatina e Biopolímeros

Atividades: Biologia do colágeno I e de outros biopolímeros. Estrutura e funcionalidade de tendões e de biopolímeros de insetos. Interação corantes dicróicos-biopolímeros. Cromatina: Organização, supraorganização e epigenética e alterações induzidas por drogas e por diferentes situações fisiológicas e patológicas.

Responsáveis: Prof. Dr. Benedicto de Campos Vidal e Profa. Dra. Maria Luiza S. Mello

 

Laboratorio de Estudos Cromossômicos (LabEsC) e Ultraestruturais de Espermatozoides

Atividades: Realiza estudos cromossômicos, utilizando técnicas de citogenética clássica e molecular, e estudos da morfologia do espermatozoide, utilizando técnicas de microscopia eletrônica. Nossos estudos têm contribuído para compreensão dos processos relacionados à evolução cromossômica, especialmente em anfíbios. Além disso, tanto os estudos cromossômicos como das características ultraestruturais do espermatozoide visam contribuir com dados para solucionar problemas taxonômicos e filogenéticos.

Responsável: Profa. Dra. Shirlei Maria Recco-Pimentel e Profa. Dra. Luciana Bolsoni Lourenço Morandini

 

Laboratório de Biologia Reprodutiva e de Microcopia Eletrônica

Atividades: Desenvolve pesquisas na área de reprodução animal, utilizando microscopia de luz e a microscopia eletrônica de transmissão e varredura. O laboratório realiza análises morfológicas, citoquímicas e imunocitoquímicas dos sistemas reprodutores e processos de diferenciação (espermiogênese e ovogênese). Apresenta, ainda, uma linha de pesquisa com o uso das características morfológicas dos espermatozoides para estudos filogenéticos.

Responsável: Profa. Dra. Mary Anne Heidi Dolder

 

Laboratório de Sinalização das Células Cardíacas

Atividades: Nosso interesse encontra-se no entendimento dos mecanismos de sinalização celular ativados por estresse mecânico e sua implicação na hipertrofia e fibrose do coração. O laboratório realiza análises de interação proteína-proteína in vitro e em células vivas, estuda o efeito de micro-RNAs transportados por vesículas extracelulares na fibrose e remodelação da matriz extracelular cardíaca e os efeitos de alterações da matriz extracelular na sinalização pró-hipertrófica em miócitos cardíacos após estresse mecânico.   

Responsável: Profa. Dra. Aline Mara dos Santos

 

Laboratório de Biologia Vascular

Atividades: Investigação dos mecanismos funcionais e moleculares envolvidos nos ajustes vasculares que ocorrem em doenças cardiovasculares e endócrino-metabólicas. Especificamente nos últimos anos o laboratório tem focado na investigação de 1) sinalização celular e mediadores envolvidos nos efeitos vasculares da hiperativação beta-adrenérgica, com ênfase no papel do sistema renina-angiotensina-aldosterona e do tecido adiposo perivascular; 2) mecanismos fisiopatológicos e estratégias terapêuticas farmacológicas e não-farmacológicas como o exercício físico em doenças cardiometabólicas incluindo dislipidemia, obesidade e desnutrição proteica. 

Responsável: Profa. Dra. Ana Paula Couto Davel e Profa Dra. Maria Andreia Delbin 

 

Laboratório de Eletrofisiologia, Neurobiologia e Comportamento - LENC

Atividades: O grupo de pesquisa investiga a inter-relação entre a atividade elétrica e a maquinaria molecular neuronal e como estes fatores se refletem na expressão do comportamento. As principais
linhas de pesquisa são: O estudo dos mecanismos moleculares envolvidos na morte neuronal associada à epilepsia; a investigação de adaptações plásticas em populações neuronais simpáticas hipotalâmicas na hipertensão espontânea; o estudo do efeito do estresse por submissão social sobre o comportamento nociceptivo de camundongos e mecanismos neurobiológicos associados; e o estudo do exercício físico como um fator modulador de processos de neuroplasticidade.
Responsáveis: Prof. Dr. Cesar Renato Sartori e Prof. Dr. Andre Schwambach Vieira

 

Laboratório de Estudos da Dor - LEd

Atividades: De um modo geral, tem como principal atividade realizar trabalhos científicos e promover cursos de atualização sobre os mecanismos neurobiológicos e moleculares envolvidos na fisiopatologia da dor e analgesia. As diversas linhas de pesquisa do laboratório englobam além do estudo da dor fisiológica, principalmente os mecanismos neurobiológicos das hiperalgesias, sejam elas agudas ou crônicas, de origem inflamatória ou neuropática. O Led desenvolve estudos sobre os mecanismos Centrais e Periférico da dor e analgesia. Também desenvolve projetos envolvendo mecanismos de ação de drogas analgésicas e desenvolvimento de novos protótipos de drogas de ação analgésica e anti-inflamatórias. Em menor escala, processos inflamatórios e o papel fisiológico do campo magnético intrínseco do neurônio periférico na atividade neuronal também tem sido objeto de estudos. Em colaboração com outras Instituições, o LEd desenvolve estudos sobre dor e analgesia em humanos. As linhas gerais de pesquisa são: Mecanismos neurobiológicos e moleculares da dor aguda e crônica de origem inflamatória, neuropática e oncológica. Função das células satélites do Gânglio da Raiz Dorsal e trigeminal no desenvolvimento das hiperalgesias. Neurobiologia e vias do Sistema Nervoso Central envolvidas na fisiopatologia da dor e analgesia.Mecanismos neurobiológicos e moleculares de células tronco no controle da dor crônica. Mecanismos neurobiológicos do estresse e das alterações do sono na analgesia e no desenvolvimento da dor crônica. Analgesia endógena e dimorfismo sexual na dor e analgesia. Dor articular. Dor orofacial. Neuroplasticidade e modulação da dor crônica

Responsáveis: Prof. Dr. Carlos Amilcar Parada, Profa. Dra. Claudia Herrera Tambeli e Prof. Dr. César Renato Sartori.

 

Laboratório de Aterosclerose, Trombose e Terapia Celular

Atividades: As lesões arteriais e venosas são parte de processos que envolvem doenças como a aterosclerose e as doenças cardiovasculares. O grupo de pesquisa desenvolve trabalhos buscando entender os mecanismos envolvidos na regeneração vascular após lesão em modelos animais de lesões arteriais e venosas. Para tal, buscamos verificar se a terapia celular utilizando células progenitoras endoteliais e diferentes glicosaminoglicanos antitrombóticos e anticoagulantes é capaz de auxiliar neste processo restabelecendo a funcionalidade do vaso lesionado.

Responsável: Profa. Dra. Cristina Pontes Vicente

 

Laboratório de Plasticidade Muscular

O grupo de pesquisa do laboratório de Plasticidade Muscular desenvolve trabalhos que avaliam os aspectos morfofuncionais e o comportamento das fibras musculares estriadas esqueléticas 'in vitro e in vivo' em várias condições experimentais, utilizando-se de técnicas histoquímicas, bioquímicas, imunofluorescência e de biologia molecular.

Responsável: Profa. Dra. Elaine Minatel

 

Laboratório de Biologia Sintética – LaBS

Atividades: Utilizamos técnicas de biologia celular, genética, bioquímica, biologia sintética e a levedura Saccharomyces cerevisiae como plataforma para a descoberta de novos medicamentos. Isso inclui a engenharia genética de diversas vias metabólicas da levedura para triagens em larga escala. Visamos o desenvolvimento de moduladores de transição entre vias metabólicas de levedura e vias heterólogas, assim com a identificação de novos compostos com ação antiparasítica, mecanismo de ação de compostos naturais e vias de transporte/importação de fármacos.

Responsável: Profa. Dra. Elizabeth Bisland

 

Laboratório de Imunopatologia

Atividades: Nosso laboratório estuda as lesões e doenças causadas pela resposta imune.
Duas linhas de pesquisa encontram-se atualmente em andamento. A primeira envolve o timo, órgão linfoide primário gerador de células importantes para a resposta imune, visando o estudo de suas alterações frente à infecções e inflamações – de origem autoimunes – que podem levar à sua atrofia bem como ao comprometimento das respostas imunes periféricas. A segunda, denominada “Intervenção Imune na Inflamação”, estuda a modulação de células dendríticas - capazes de direcionar a resposta imune para um contexto inflamatório ou anti-inflamatório no momento da ativação de linfócitos T naive -  visando tanto o controle como a estimulação dessas respostas.
Responsável: Profa. Dra. Liana Verinaud

 

Laboratório de Plastinação

Atividades: Desenvolve a técnica de plastinação, um método moderno de preparação e presevação de peças anatômicas para fins de ensino e pesquisa. A técnica consiste em substituir a água e a gordura de tecidos, por polímeros líquidos através de impregnação forçada sob vácuo.

Responsável: Prof. Dr. José Angelo Camilli

 

Laboratório de Plasticidade e Regeneração Óssea

Atividades: Desenvolve estudos sobre bioengenharia do tecido ósseo e efeitos de drogas no processo de regeneração óssea. Apresenta ainda, estudos sobre os efeitos da estimulação ultra-sônica ou de extratos de plantas medicinais no tratamento de patologias que afetam a integridade dos osso, tais como osteoporose e lesões ósseas.

Responsável: Prof. Dr. José Angelo Camilli

 

Laboratório de Aparelho Digestivo – Nutrição e Câncer

Atividades: Nossa principal linha de pesquisa está voltada para estudo dos efeitos fisiopatológicos exercidos pelo desenvolvimento de tumor maligno. Caquexia é um problema clínico importante no tratamento de vários tipos de câncer, reduzindo assim o tempo e qualidade de vida dos pacientes. Temos por objetivo elucidar e modular/minimizar os mecanismos no qual a caquexia promove espoliação tecidual do hospedeiro, bem como os efeitos do tumor sobre interação materno/fetal tem sido principal objeto de estudo com tumores experimentais, tumor de Walker 256, adenocarcinoma de cólon MAC 16 e MAC13 e tumor de Ehrlich, e manipulação de dietas, associados ao desenvolvimento corpóreo, à gravidez e ao exercício físico.

Responsável: Profa. Dra. Maria Cristina Cintra Gomes Marcondes

 

Laboratório de Biologia Celular do Câncer

Atividades: Compreender o papel biológico de RNAs não codificadores de proteínas e suas implicações para o desenvolvimento e progressão do câncer. Visamos caracterizar a influência de RNAs não codificadores, principalmente microRNAs (miRNAs) e RNAs longos não codificantes (lncRNAs) na regulação da expressão gênica e seu impacto em processos biológicos relevantes para o câncer, como diferenciação, proliferação, migração e morte celular. Buscamos ainda investigar o potencial destas moléculas como marcadores moleculares para o diagnóstico e como estratégia terapêutica. Combinamos ferramentas computacionais, genômica em larga escala, cultura e manipulação de linhagens celulares normais e tumorais in vitro e análise da expressão gênica e proteica.

Responsável: Prof. Dr. Murilo Vieira Geraldo

 

Laboratório de Carcinogenese Urogenital e Imunoterapia

Atividades: Contribuir para o desenvolvimento técnico-científico nos estudos dos tumores urogenitais (próstata, bexiga urinária, rins e ovários) através da estratégia de formação de rede aberta de pesquisas, incluindo diversos grupos de pesquisa nacionais e internacionais, capaz de conferir sinergia à produção do conhecimento, formação de recursos humanos, divulgação do conhecimento científico e sua transferência para a sociedade civil e o Governo.

Responsável: Prof. Dr. Wagner José Fávaro