Linha do Tempo

1967 - 1969
1967

- O Reitor Zeferino Vaz designa o Prof. Dr. Walter August Hadler para ser Coordenador do Instituto de Biologia (Ato do Reitor de 31 de janeiro de 1967).

- A primeira tese defendida no IB, quando ainda não havia formalmente cursos de pós-graduação, foi a do Prof. Luiz Augusto Magalhães, no dia 05/04/1967, sob orientação do Prof. Wladimir Lobato Paraense. A tese era intitulada “Moluscos planorbídeos do Distrito Federal, Brasília”.

1968

Iniciou-se planejamento para a instalação dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas, sob a coordenação do Prof. Dr. Carlos Eduardo Negreiros de Paiva. A primeira turma do Curso de Ciências Biológicas ingressou na UNICAMP através do Vestibular realizado em 1970.

1969

- O Instituto de Biologia é a primeira unidade a ganhar espaço na Cidade Universitária. As cadeiras básicas do IB se mudam para o “Barracão” onde atualmente está instalada a Diretoria Geral de Administração (DGA) da Unicamp.

- O Prof. Dr. Walter August Hadler, diretor do IB, informa ao Reitor Zeferino Vaz, a estrutura departamental do Instituto de Biologia, que ficou assim constituída, com suas respectivas chefias:
Departamento de Anatomia* - Prof. Dr. João Baptista Parolari
Departamento de Histologia e Embriologia* - Prof. Dr. Walter August Hadler
Departamento de Fisiologia e Biofísica** - Prof. Dr. Carlos Eduardo Negreiros de Paiva
Departamento de Farmacologia*** - Prof. Dr. Oswaldo Vital Brazil
Departamento de Genética Médica**** - Prof. Dr. Bernardo Beiguelman
Departamento de Microbiologia e Imunologia - Prof. Dr. Humberto Araújo Rangel
Departamento de Parasitologia - Prof. Dr. Luiz Augusto Magalhães
Departamento de Bioquímica - Prof. Dr. Aldo Focesi Júnior

- Instalada a Biblioteca do IB, sob a responsabilidade de Ernesto Manoel Zink*****. Funcionando provisoriamente no edifício ocupado atualmente pela administração, a Biblioteca do IB foi a primeira biblioteca da Unicamp e deu origem a atual Biblioteca Central.

* O Departamento de Anatomia surgiu em 1962, como integrante do Departamento de Morfologia, que abrangia também os Departamentos de Histologia e de Genética, na recém criada Faculdade de Ciências Médicas. Com a implantação do IB, o Departamento de Anatomia foi a ele vinculado. Em 1971, com a implantação de apenas 3 Departamentos, a Anatomia passou a ser um setor do Departamento de Zoologia, e a Histologia e Embriologia um setor do Departamento de Biologia Geral.

** O núcleo que viria ser o Departamento de Fisiologia e Biofísica foi criado em 1964, para ministrar Fisiologia Humana aos alunos da primeira turma da Faculdade de Ciências Médicas de Campinas.

*** O Departamento de Farmacologia, criado em 1964 para a Faculdade de Medicina, passou a integrar o IB no seu início, mas posteriormente voltou para a FCM.

**** O Departamento de Genética Médica foi criado em 1963 para a Faculdade de Medicina. Foi o primeiro a mudar para o campus da Unicamp, em 1968, quando foram inauguradas as instalações do IB. Tornou-se um setor do Departamento de Biologia Geral em 1971 e, já em 1973, foi transferido para a Faculdade de Ciências Médicas como departamento. Permaneceu no IB o Departamento de Genética e Evolução, que incluía também as áreas de Geologia e de Paleontologia, hoje de responsabilidade do Instituto de Geociências.

***** Ernesto Manoel Zink, fundador e professor do curso de Biblioteconomia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, até hoje é homenageado pela prefeitura através da Biblioteca Pública Municipal de Campinas, que leva o seu nome. Faleceu em 1971.

- Foi também no ano de 1969 que ocorreu a contratação dos novos docentes e auxiliares de ensino: Friedrich Gustav Brieger, Benedicto de Campos Vidal, Paulo Friedrich Bührnhein, Armando Mâncio de Camargo, Daria Repka, Fawzi Ahmad Moustafa Dawood, Léa Rodrigues, Luiz Yoshida, Marlene Tiduko Ueta, Moustafa Mohamed El Guindy, Renato Lion de Araújo, Tomiko Sekino, Décio Antonio de Almeida Costa e Walter Pinto Júnior.

1970 - 1979
1970

- Realizado o primeiro vestibular para o curso de graduação em Ciências Biológicas.

1971

- Iniciado o curso de graduação em Ciências Biológicas, diurno, licenciatura e bacharelado com duas modalidades, biológica e médica.

- Iniciado o primeiro curso de pós-graduação no IB, com mestrado em Imunologia. O doutorado foi implantado em 1974.

- O Prof. Dr. Friedrich Gustav Brieger, presidente da Comissão de Ensino, faz nova proposta de estrutura departamental, aprovada pelo Conselho Diretor da Unicamp no mesmo ano:
Departamento de Biologia Geral
Setor de Bioquímica;Setor de Citologia e Citopatologia;Setor de Histologia e Embriologia;Setor de Genética;Setor de Genética Médica;Setor de Microbiologia e Imunologia
Departamento de Zoologia
Setor de Anatomia;Setor de Fisiologia e Biofísica;Setor de Parasitologia;Setor de Zoologia
Departamento de Botânica
Setor de Taxonomia e Morfologia;Setor de Anatomia Vegetal;Setor de Fisiologia do Metabolismo;Setor de Fisiologia do Desenvolvimento
Órgão complementar: Biotério Central
Previsto nos Estatutos da Unicamp, baixados pelo Decreto Estadual 52.255/69, de 30.07.1969, como Biotério Central, e subordinado ao Instituto de Biologia (IB).

1974

- O IB ganha o espaço atual, à época com 14.000m2 de construção.

- Foi fundado o Herbário, órgão ligado ao Departamento de Botânica, inicialmente graças à colaboração do Instituto de Botânica de São Paulo, que cedeu um lote de 60 latas para acondicionamento do material botânico.

- Formatura da primeira turma de graduação em Ciências Biológicas.

- A primeira tese de mestrado defendida na pós-graduação do IB foi da Julia Keiko Sakurada, sob orientação do Prof. Humberto de Araújo Rangel, no dia 21/06/1974 pelo curso de Imunologia. A tese foi intitulada “Estudo do sítio de ativação do complemento na molécula de IgG de coelho”.

1975

- Cada setor tornou-se um departamento, menos os setores de Anatomia e de Histologia e Embriologia, que foram reunidos em um mesmo departamento, o de Morfologia, e o de Genética Médica, que foi transferido em 1973 para a Faculdade de Ciências Médicas, como departamento. O IB ficou constituído por 10 Departamentos com as seguintes chefias:

Departamento de Bioquímica - Prof. Dr. Aldo Focesi Junior
Departamento de Biologia Celular - Prof. Dr. Benedicto de Campos Vidal
Departamento de Fisiologia e Biofísica - Prof. Dr. Carlos Eduardo Negreiros de Paiva
Departamento de Morfologia - Prof. Dr. Walter August Hadler
Departamento de Genética e Evolução Prof. Dr. João Lúcio de Azevedo
Departamento de Microbiologia e Imunologia -Prof. Dr. Humberto de Araújo Rangel
Departamento de Zoologia - Prof. Dr. Paulo Friedrich Bührnhein
Departamento de Parasitologia - Prof. Dr. Luiz Augusto Magalhães
Departamento de Morfologia e Sistemática Vegetais - Prof. Dr. Fernando Romano Milanez
Departamento de Fisiologia Vegetal - Prof Dr. Antonio Celso Novaes Magalhães
Órgão anexo: Biotério Central

- O curso de graduação em Ciências Biológicas (licenciatura plena em Ciências Biológicas e bacharelado em Ciências Biológicas/modalidade médica) é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação (Decreto 76.547, 04.11.1975).

- Implantados os cursos de pós-graduação em:
Biologia Celular e Molecular, nível mestrado, com quatro áreas: biologia celular, histologia, genética e bioquímica. O doutorado foi implantado em 1976.
Fisiologia, mestrado. O reconhecimento do curso ocorreu em 1981. O doutorado foi implantado em 1991.

- É criado o Centro de Microscopia Eletrônica do Instituto de Biologia, a partir do Laboratório de Microscopia Eletrônica do Departamento de Histologia e Embriologia.

1976

- Implantado o curso de pós-graduação em Ecologia, Mestrado. Em 1981 foi implantado o doutorado.

1977

- Implantado o curso de pós-graduação em Biologia Vegetal, com Mestrado e Doutorado, organizado pelo Departamento de Botânica, juntamente com os Departamentos de Fisiologia Vegetal e de Genética e Evolução. Esse curso foi credenciamento em 1981.

1978

- A primeira tese de doutorado defendida pela pós-graduação do IB foi a do Antonio Carlos Corsini, no dia 20/12/1978 pelo Curso de Imunologia, sob orientação do Prof. Luiz Sebastião Prigenzi. A tese foi intitulada “Células de atividade supressora e exaustão do potencial B e T: dois fenômenos relacionados com a imunodepressão na infecção do camundongo pelo Trypanosoma (Trypanozoon) brucei brucei Plimmer & Bradford 1889”.

1979

- O Herbário obteve seu reconhecimento em nível internacional através da inscrição, com a sigla UEC, no Index Herbariorum, uma publicação organizada pela “International Association for Plant Taxonomy (IAPAT)”.

- Eleitos os primeiros chefes de Departamento e a primeira representação docente e discente para a congregação.

1980 - 1989
1980

- No dia 15 de fevereiro foi instalada a primeira reunião da Congregação do Instituto de Biologia.

- A Câmara Curricular manifesta-se favorável ao desdobramento do Depto. de Morfologia para constituir os Departamentos de Anatomia e de Histologia e Embriologia. O IB passa a ser constituído por 11 departamentos: Anatomia; Biologia Celular; Bioquímica; Genética e Evolução; Fisiologia e Biofísica; Fisiologia Vegetal; Histologia e Embriologia; Microbiologia e Imunologia; Morfologia e Sistemática Vegetais (“Botânica” a partir de 1999); Parasitologia; Zoologia.

- É credenciado o primeiro curso de pós-graduação do IB, Imunologia - mestrado e doutorado, pelo Conselho Federal de Educação (CFE).

- Extinto o curso de pós-graduação em Biologia Celular e Molecular e duas de suas áreas se constituem em novos cursos: Biologia Celular, com mestrado. O doutorado foi implantado em 1994.
Genética, com mestrado e doutorado.

1982

- Assume a direção do IB o Prof. Dr. Crodowaldo Pavan e o diretor associado Prof. Dr. Antonio Celso Novaes Magalhães (1982-1986). Foi o primeiro diretor escolhido pelo reitor a partir de uma lista estabelecida por processo de consulta à comunidade, com mandato de 4 anos.

1985

- Implantado o curso pós-graduação de em Bioquímica, mestrado. O doutorado foi implantado em 1990.

1986

- Assume a direção do IB o Prof. Dr. Antonio Celso Novaes Magalhães e a diretora associada Profa. Dra. Nilce Correa Meirelles, para o período 1986-1990.

1988

- Implantado o curso de pós-graduação em Parasitologia, mestrado e doutorado.

1989

- Reformulado o currículo do curso de graduação em Ciências Biológicas e o bacharelado passa a ter três modalidades: ambiental, molecular e médica.

- O Biotério Central, órgão complementar da unidade, é desligado do IB e passa a se chamar Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência em Animais de Laboratório (CEMIB), vinculado à reitoria.

1990 - 1999
1990

- Assume a direção do IB o Prof. Dr. Mohamed Habib e o diretor associado Prof. Dr. Benedito de Oliveira Filho, para o período 1990-1994.

1992

- Criado o Museu de História Natural como órgão complementar do IB, aberto às atividades de ensino, pesquisa e prestação de serviços nas áreas de Ciências Naturais.

- O IB, junto às demais Faculdades e Institutos da Unicamp, passa pela primeira vez por um processo de Avaliação Institucional, que contou com a participação de comissões externas de especialistas.

1993

- Implantado o curso de pós-graduação em Microbiologia, mestrado.

- Implantado o curso de graduação em Ciências Biológicas, licenciatura, no período noturno.

- Ocorreu a Primeira Semana de Biologia que a partir de 1996 foi ampliada e passou a ser denominada Congresso Aberto dos Estudantes de Biologia

1994

- Assume a direção do Instituto de Biologia o Prof. Dr. Arício Xavier Linhares e o diretor associado Prof. Dr. Antonio Carlos Boschero, para o período 1994-1998.

1995

- Implantado o curso de pós-graduação em Morfologia, mestrado.

1996

- Criada Comissão Interna de Biossegurança (CIBio/IB-Unicamp), em atendimento a Lei Nacional de Biossegurança (Lei no 8974/95), com o objetivo de zelar internamente pelas normas que regem a manipulação de organismos geneticamente modificados (OGMs). O Prof. Dr. Wanderley Dias da Silveira foi o seu primeiro presidente.

1997
- O Centro de Microscopia Eletrônica do IB passa a ser denominado Laboratório de Microscopia Eletrônica – LME, conforme estabelecido pelo Regimento Interno do IB, revisado e publicado nesse ano.
- O Museu de História Natural passa a ser chamado Museu de História Natural "Prof. Adão José Cardoso".
1998

- Assume a direção do Instituto de Biologia a Profa. Dra. Maria Luiza Silveira Mello e o diretor associado Prof Dr. Otávio Henrique de Oliveira Pavan, para o período 1998-2002.

- Criada a Comissão de Ética na Experimentação Animal (CEEA/IB Unicamp), com a finalidade analisar protocolos de experimentação de ensino e pesquisa que envolva o uso de animais de todas as unidades universitárias. A Profa. Dra. Alba R. M. Souza Brito foi a sua primeira coordenadora.

1999-2000

- A reformulação dos cursos de pós-graduação da Unidade, em 1999, levou à redução do número de Programas de 10 para 6, ficando assim constituída a pós-graduação no IB a partir de 2000:
Genética e Biologia Molecular, que resultou da incorporação dos cursos de Microbiologia e de Imunologia ao de Genética, ficando o novo curso com quatro áreas de concentração: Genética Animal e Evolução, Genética Vegetal e Melhoramento, Genética de Microorganismos, Microbiologia e Imunologia. Em 2006 foi incluída mais uma área, de Bio-informática.
Biologia Celular e Estrutural, que resultou da incorporação do curso de Morfologia ao de Biologia Celular, ficando o novo curso com 3 áreas de concentração (Anatomia, Biologia Celular e Histologia).
Biologia Funcional e Molecular, que resultou da fusão dos cursos de Bioquímica e de Fisiologia, ficando o novo curso com 2 áreas de concentração (Bioquímica e Fisiologia)
Ecologia
Biologia Vegetal
Parasitologia

- Criada a Empresa Júnior do Instituto de Biologia, a Alphabio Consultoria e Projetos em Ciências Biológicas

2002 - 2004 - 2005

2000 - 2009
2002

- Realizado pela primeira vez o Planejamento Estratégico Institucional do IB – Plano Diretor(PEI), cuja elaboração iniciou em 2001.
- Assume a direção do Instituto de Biologia pela segunda vez o Prof. Dr. Mohamed Habib, tendo como diretor associado o Prof. Dr. Louis Bernard Klaczko. O Prof. Mohamed deixou o cargo em maio de 2005, para assumir a Pró Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários.

- Extinta a modalidade médica do curso de graduação em Ciências Biológicas (bacharelado).

- Criada a Comissão de Extensão do IB. Até então, as atividades de extensão eram coordenadas pelo diretor associado do Instituto. O Prof. Dr. Octávio Henrique de Oliveira Pavan foi o primeiro coordenador de extensão do IB.

2003

- Realizada a primeira Certificação da Unidade (Delib.CAD 155/2003)

2004

- Implantado o curso de graduação em Farmácia, com responsabilidade compartilhada entre o IB, a Faculdade de Ciências Médicas e o Instituto de Química.
- Realizada revisão do PLANES – Planejamento Estratégico do IB

2005

- Com a saída do Prof. Mohamed para assumir a Pró Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, assume a direção do IB o Prof. Dr. Louis Bernard Klaczko e o diretor associado o Prof. Dr. João Vasconcellos Neto, para o período 2005-2006.

2006
- Assume a direção do IB o Prof. Dr. Paulo Mazzafera e a diretora associada Profa. Dra. Shirlei M. Recco Pimentel, para o período 2006-2010.
- Criada a Comissão interna de Resíduos Químicos, Biológicos e Radioativos. O Prof. Dr. Everardo Magalhães Carneiro foi seu primeiro presidente.
2007
- Comemorado os 40 anos do Instituto de Biologia.
2008
- Aprovado em novembro o novo Regimento do IB pelo Conselho Universitário da Unicamp, contemplando a reestruturação departamental.
- O Museu de História Natural "Prof. Adão José Cardoso" passa a ser denominado Museu de Zoologia "Prof. Adão José Cardoso"
2009
- Com nova reestruturação departamental, o IB passou a ter a partir desse ano sete departamentos:
. Anatomia, Biologia Celular e Fisiologia e Biofísica
. Bioquímica
. Biologia Animal
. Biologia Vegetal
. Histologia e Embriologia
. Genética, Evolução e Bioagentes
. Microbiologia e Imunologia

- Criados dois novos setores: Secretaria Centralizada dos Departamentos e Apoio Acadêmico.
- Inaugurada nova sede para o Centro Acadêmico da Biologia (CAB).
- Inaugurada. junto ao Museu de Zoologia. a exposição permanente “Biodiversidade Animal: estilos de vida”, atividade de extensão voltada ao ensino de Zoologia.

2009 - 2015
2010
- O Instituto passou a ter seis Departamentos com a fusão dos Departamentos de Microbiologia e Imunologia e de Genética, Evolução e Bioagentes:
. Anatomia, Biologia Celular e Fisiologia e Biofísica
. Bioquímica
. Biologia Vegetal
. Genética, Evolução e Bioagentes
. Histologia e Embriologia
. Biologia Animal
- O Herbário UEC passa à categoria de Órgão Complementar do IB.
- Assume, em 29/09/2010, a direção do IB a Profa. Dra. Shirlei Maria Recco-Pimentel e o diretor associado Prof. Dr. Flávio Antonio Mäes dos Santos, para o período 2010-2014.
2011
- Implantado o Programa de Pós-Graduação em Biociências e Tecnologia de Produtos Bioativos (área de farmácia).
- Reestruturado o Programa de Pós-Graduação em Parasitologia, com o nome de Biologia Animal, incluindo duas áreas de concentração: "Relações Antrópicas, Meio Ambiente e Parasitologia" e "Biodiversidade animal".
- Realizado o X CAEB – Congresso Aberto dos Estudantes de Biologia.
- Inauguradas as novas instalações da Biblioteca do IB.
- Realizada revisão do Planejamento Estratégico do IB para o período 2011-2015.
- O IB recebeu o Prêmio Inventores Unicamp por ter sido a Unidade com maior número de patentes em 2010.
2012
- Comemorado os 45 anos do Instituto de Biologia.
2013
- Criada a Secretaria de Apoio Institucional do IB (SAIP-IB).
- Criada e implantada a Coordenadoria de Ações Internacionais do IB (CAIn-IB).
- Inaugurado o prédio dos Laboratórios de Doenças Tropicais e de Estudos da Dor.
- A Comissão interna de Resíduos Químicos, Biológicos e Radioativos passou a se chamar Comissão de Gestão Ambiental.
- Realizado o XI CAEB – Congresso Aberto dos Estudantes de Biologia.

- Realizada nova Certificação da Unidade (Delib. CAD-084/2013)
2014
- O Instituto passou a ter cinco Departamentos com a fusão dos Departamentos de Bioquímica e de Histologia e Embriologia:
. Biologia Estrutural e Funcional
. Bioquímica e Biologia Tecidual
. Biologia Vegetal
. Genética, Evolução e Bioagentes
. Biologia Animal

- Os Programas de Pós-Graduação receberam, na avaliação CAPES do triênio 2011-2013, os conceitos:
7: Ecologia; Genética e Biologia Molecular
6: Biologia Celular e Estrutural; Biologia Funcional e Molecular; Biologia Vegetal
5 : Biologia Animal
4 : Biociências e Tecnologia de Produtos Bioativos (curso novo)
- Assume a direção do IB o Prof. Dr. Alexandre Rodrigues de Oliveira e o diretor associado Prof. Dr. Marcelo Brochi, para o período 2014-2018.
- Realizada a Avaliação Institucional do IB, do período 2009-2013.

2015

- Realizado o XII CAEB – Congresso Aberto dos Estudantes de Biologia.

- O IB deixa de ser corresponsável pelo curso de graduação em Farmácia, a partir de julho desse ano, com a criação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas.

Obs: Essas informações foram compiladas e organizadas por Shirlei M. Recco Pimentel e Maria de Fátima Alonso de Sousa, tendo, em parte, como fontes: Arquivos do SIARQ (Arquivo Central do Sistema de Arquivos da Unicamp), Arquivos do Jornal da Unicamp - Assessoria de Imprensa da Unicamp, Documentos diversos do Arquivo do IB, Histórico apresentado no 1o. Relatório de Avaliação Externa do IB, elaborado pela Profa. Maria Luiza Silveira Mello e pelo Prof. Mohamed Habib, informações pessoais, em especial do Prof. Dr. Luiz Augusto Magalhães.