Recursos financeiros: bolsas

A distribuição de bolsas da cota institucional é regida pela Instrução Normativa 9 (em português), que pode ser acessada aqui.

Condições para o aluno usufruir de bolsa da cota institucional:

Desenvolver atividades de pesquisa na UNICAMP ou em outra instituição desde que previamente reconhecida pelo PPG-BV em regime de dedicação integral;

 

Não ter vínculo empregatício, exceto nos casos aceitos pelas agências de fomento e com a expressa concordância da CPPG-BV

 

A atribuição de bolsas CAPES e CNPq simultaneamente ao vínculo empregatício deverá seguir a Portaria Conjunta número 1, CAPES-CNPq, publicada em DO de 16 de Julho de 2010 e todas as correções desta Portaria que sejam emitidas posteriormente pelos órgãos competentes (ver informações detalhadas na Instrução Normativa 9.

 

A vigência da bolsa será contada a partir da primeira matrícula no curso, sendo de 24 meses para o MESTRADO e 48 meses para o DOUTORADO.

Os alunos que integralizarem e ingressarem novamente no Programa não poderão concorrer a bolsa.

Alunos de DOUTORADO com bolsa CAPES-CNPq que participarem do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) não poderão acrescentar o período da bolsa PDSE à bolsa Capes-Cnpq. O mesmo vale para bolsistas BEPE-FAPESP.

As bolsas poderão ser interrompidas a qualquer momento, a critério da CPPG/BV, por reprovações em disciplinas, e ausência ou baixo rendimento comunicados pelo orientador.

A atribuição de bolsas da cota institucional será baseada na seguinte fórmula:

- 20% para o desempenho acadêmico de cada orientador

- 20% para a contribuição do orientador ao PPG-BV

- 60% para o desempenho do aluno (Nota da prova de conhecimentos para o MESTRADO; análise do currículo para o DOUTORADO)

Alunos que ingressaram em anos anteriores e que estejam sem bolsa serão incluídos no processo.