Instrução Normativa 04: Admissão de Alunos

Art. 1. Abertura de vagas

 

§ 1º. A cada ano, a Comissão do Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal (CPPG-BV) fará consulta aos docentes do Programa sobre o número de vagas que pretendem oferecer. A falta de manifestação do docente será interpretada como intenção de abrir vagas. Não será aceito pedido de abertura de vagas fora do período estipulado pela CPPG-BV.

 

§ 2º. O número de vagas em cada nível (mestrado ou doutorado) será determinado pela CPPG-BV, ouvidos os docentes envolvidos no Programa quanto à possibilidade de acolherem os orientandos e oferecerem condições de trabalho e pesquisa no órgão em que estão lotados. No julgamento das solicitações de abertura de vagas pelos orientadores, a CPPG-BV deverá considerar o desempenho do docente no programa.

 

§ 3º. Cada orientador poderá ter seis (6) orientandos no Programa, sendo permitidos mais dois (2) orientandos, autorizados pela CPPG-BV, de acordo com o desempenho do docente no Programa.

 

§ 4º Os professores recém-credenciados que não tiverem experiência de orientação formal comprovada em curso de pós-graduação terão direito de atuar como orientador de até dois (2) alunos, até que um (1) deles tenha sua dissertação ou tese aprovadas em defesa pública. A partir daí o orientador poderá atuar como qualquer outro docente do Programa.

 

§ 5º. A CPPG-BV estabelecerá um calendário dos exames de admissão, divulgando o número de vagas abertas por docente credenciado no programa em cada nível.

 

Art. 2. Modalidades de ingresso

 

§ 1º. O Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal (PPG-BV) reconhece quatro modalidades de candidatos ao ingresso:

I – Candidato ao Mestrado;

II – Candidato ao Doutorado com o título de Mestre com realização de prova escrita de conhecimento;

III – Candidato ao Doutorado com o título de Mestre sem realização de prova escrita de conhecimento;

IV – Candidato Doutorado sem o título de Mestre.

 

Art. 3. Inscrição dos Candidatos ao Mestrado

 

§ 1º. A inscrição de candidatos ao Mestrado será aberta aos portadores de diploma de curso superior, obtido em universidades nacionais ou estrangeiras, conceituadas e devidamente reconhecidas no país.

 

§ 2º. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar o nome de um docente que tenha aberto vaga e que tenha concordado formalmente em ser o orientador do candidato no caso de sua aprovação e deverá entregar a documentação e seguir as recomendações do Edital estabelecido para este fim.

 

§ 3º. Alunos cursando o último semestre da graduação poderão candidatar-se ao ingresso no Mestrado, porém, caso sejam aprovados, a matrícula só será permitida após a obtenção do diploma e/ou certificado de conclusão de graduação, com comprovação oficial da instituição.

 

 

Art. 4. Inscrição dos Candidatos ao Doutorado com o título de Mestre com realização de prova escrita de conhecimento

 

§ 1º. A inscrição de candidatos ao Doutorado com título de Mestre será aberta a portadores do título de Mestre obtido em universidades nacionais ou estrangeiras, conceituadas e devidamente reconhecidas no país.

 

§ 2º. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar o nome de um docente que tenha aberto vaga e que tenha concordado formalmente em ser o orientador do candidato no caso de sua aprovação e deverá entregar a documentação e seguir as recomendações do Edital estabelecido para este fim.

 

§ 3º. Alunos cursando o último semestre do mestrado poderão candidatar-se ao ingresso no Doutorado, porém, caso sejam aprovados, a matrícula só será permitida após a obtenção do diploma e/ou ata de defesa do mestrado, com comprovação oficial da instituição.

 

Art. 5. Inscrição dos Candidatos ao Doutorado com o título de Mestre sem realização de prova escrita de conhecimento

 

§ 1º. A inscrição de candidatos ao Doutorado com título de Mestre, sem realização de prova escrita de conhecimento, será aberta a portadores do título de Mestre obtido em programas de pós-graduação avaliados pela CAPES com conceito 6 ou superior (ou programas de pós-graduação estrangeiros com conceituação equivalente).

 

§ 2º. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar o nome de um docente que tenha aberto vaga e que tenha concordado formalmente em ser o orientador do candidato no caso de sua aprovação e deverá entregar a documentação e seguir as recomendações do Edital estabelecido para este fim.

 

§ 3º. Alunos cursando o último semestre do mestrado poderão candidatar-se ao ingresso no Doutorado, porém, caso sejam aprovados, a matrícula só será permitida após a obtenção do diploma e/ou ata de defesa do mestrado, com comprovação oficial da instituição.

 

Art. 6. Inscrição dos Candidatos ao Doutorado sem o título de Mestre

 

§ 1º. A inscrição de candidatos ao Doutorado sem o título de Mestre será aberta a portadores de diploma de curso superior obtido em universidades nacionais ou estrangeiras, conceituadas e devidamente reconhecidas no país e que tenham produção científica comprovada, isto é, artigos aceitos ou publicados em revistas indexadas e/ou classificadas como Qualis A ou B, capítulos de livro ou publicações online como e-floras e chaves interativas.

 

§ 2º. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar o nome de um docente que tenha aberto vaga e que tenha concordado formalmente em ser o orientador do candidato no caso de sua aprovação e deverá entregar a documentação e seguir as recomendações do Edital estabelecido para este fim.

 

Art. 7. Inscrição de Candidatos estrangeiros ao Mestrado e Doutorado

  

§ 1º. Com bolsa - selecionados em seu país de origem serão dispensados do processo seletivo mediante análise da CPPG-BV.

 

§ 2º. Sem bolsa - ingressarão no Mestrado ou Doutorado no PPG-BV mediante processo seletivo seguindo-se as regras estabelecidas nesta Instrução Normativa para o ingresso ao Mestrado ou Doutorado, com ou sem título de Mestre.

 

§ 3º. No ato da inscrição, o candidato (com ou sem bolsa) deverá indicar o nome de um docente que tenha aberto vaga e que tenha concordado formalmente em ser o orientador do candidato no caso de sua aprovação e deverá entregar a documentação e seguir as recomendações do Edital estabelecido para este fim.

 

Art. 8.  Após o período de inscrição, a CPPG-BV analisará os documentos e decidirá sobre a aprovação das inscrições.

 

Art. 9.  O processo seletivo será coordenado pela CPPG-BV, que constituirá comissões específicas para coordenar as provas do exame de seleção.

 

Art. 10.  Cabe à CPPG-BV divulgar:

- O total de vagas oferecidas e o período de inscrição, pelo menos dois meses antes da data de início do exame;

- Os tópicos e a literatura para a prova escrita de conhecimento;

- O calendário e Edital do processo seletivo;

- Os nomes dos candidatos aprovados na prova de conhecimentos, que serão divulgados até no máximo trinta dias após sua realização;

- Os nomes dos candidatos aprovados na apresentação oral e defesa do projeto de tese para candidatos ao doutorado com o título de Mestre, sem realização de prova escrita de conhecimento, que serão divulgados até no máximo trinta dias após sua realização;

- Os nomes dos aprovados no processo seletivo para o Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, que serão divulgados após a arguição oral de currículo e conhecimento.

 

Art. 11.  O processo seletivo

 

§ 1º. O processo seletivo para os candidatos ao Mestrado, Doutorado com título de Mestre realizando prova escrita de conhecimento e Doutorado sem título de Mestre constará de:

I - prova escrita de conhecimento;

II - exame de aptidão em inglês;

III - análise do Curriculum lattes;

IV - arguição oral de currículo e conhecimento.

 

§ 2º. O processo seletivo para os candidatos ao Doutorado com título de Mestre sem realização de prova escrita de conhecimento constará de:

I - apresentação oral e defesa do projeto de tese;

II - exame de aptidão em inglês;

III - análise do curriculum lattes;

IV - arguição oral de currículo e conhecimento.

 

§ 3º. A prova escrita de conhecimentos ou a apresentação oral e defesa do projeto de tese será eliminatória.

 

 

§ 4º.  O processo seletivo só é válido para ingresso no ano seguinte, não havendo reserva de vagas.

 

Art. 12.  As provas de seleção aos candidatos inscritos em Mestrado

 

§ 1º.  A seleção dos candidatos inscritos ao Mestrado será baseada em um exame, que constará de quatro fases, cada uma com pesos específicos:

a) Prova escrita de conhecimento: peso 5.

b) Exame de aptidão em inglês: peso 1.

c) Análise do Curriculum Lattes e do Histórico Escolar: peso 2

d) Arguição oral de currículo e conhecimento pelo orientador: peso 2.

 

§ 2º.  A prova escrita de conhecimento para candidatos ao Mestrado versará sobre cinco (5) tópicos: Anatomia Vegetal; Ecologia Vegetal; Fisiologia Vegetal; Genética Vegetal; Taxonomia Vegetal. Serão formuladas três (3) questões de cada um dos tópicos acima relacionados, totalizando 15, e o candidato deverá responder 10 questões selecionadas a seu critério.

 

§ 3º.  Somente os candidatos que obtiverem nota mínima de 5,0 (cinco), em escala de 0 a 10 (zero a dez), na prova escrita de conhecimento passarão para as demais fases do processo seletivo. O resultado da prova escrita de conhecimento será divulgado sob a forma de "aprovado" ou "reprovado". Não serão divulgadas as notas em qualquer das quatro fases de seleção dos candidatos aprovados ou reprovados. 

 

§ 4º.  O exame de aptidão em Inglês será na forma escrita e constará de interpretação de texto científico escrito em inglês da área de Biologia Vegetal, sendo facultado o uso de dicionário. Os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete) são considerados aprovados, e os com nota inferior a 7,0 (sete) reprovados.

 

§ 5º.  A arguição oral de currículo e conhecimento deverá ser feita pelo potencial orientador, que poderá avaliar o aluno inclusive sobre o seu conhecimento teórico na sua área de pesquisa.

 

§ 6º.  Serão aprovados os candidatos que conseguirem média ponderada, das notas obtidas nas quatro fases do exame de seleção, maior ou igual a 7,0 (sete), em escala de 0 a 10 (zero a dez). Serão divulgados os resultados finais sob a forma de "aprovado ou reprovado". Não serão divulgadas as notas em qualquer das quatro fases de seleção dos candidatos aprovados ou reprovados. 

 

Art. 13.  As provas de seleção aos candidatos inscritos em Doutorado com realização de prova escrita de conhecimento

 

§ 1º.  A seleção dos candidatos inscritos ao Doutorado, portadores ou não do título de Mestre, será baseada em um exame, que constará de quatro fases, cada uma com peso específico:

a) Prova escrita de conhecimento: peso 4.

b) Exame de aptidão em inglês: peso 1.

c) Análise do Curriculum Lattes e do Histórico Escolar: peso 3.

d) Arguição oral de currículo e conhecimento: peso 2.

 

§ 2º. Os candidatos inscritos ao Doutorado, com ou sem o título de Mestre, que apresentarem comprovante de proficiência em inglês estão dispensados do exame de aptidão em inglês.

 

§ 3º.  A prova escrita de conhecimento, para candidatos ao Doutorado, versará sobre um (1) tópico escolhido dentre cinco: Anatomia Vegetal; Ecologia Vegetal; Genética Vegetal; Fisiologia Vegetal; Taxonomia Vegetal. O tópico do exame deverá ser escolhido pelo orientador e indicado no formulário de inscrição. Para cada tópico serão formuladas quatro (6) questões, das quais o candidato deverá responder cinco (5 ).

 

§ 4º.  Somente os candidatos que obtiverem nota mínima de 5,0 (cinco), em escala de 0 a 10 (zero a dez), na prova escrita de conhecimento, passarão para as demais fases do processo seletivo. O resultado da prova escrita de conhecimento será divulgado sob a forma de "aprovado" ou "reprovado". Não serão divulgadas as notas em qualquer das quatro fases de seleção dos candidatos aprovados ou reprovados. 

 

§ 5º.  O exame de aptidão em Inglês será na forma escrita e constará de interpretação de texto científico escrito em inglês da área de Biologia Vegetal, sendo facultado o uso de dicionário. Os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete) nesta prova são considerados aprovados, e os com nota inferior a 7,0 (sete) reprovados.

 

§ 6º.  A arguição oral de currículo e conhecimento deverá ser feita pelo potencial orientador, que poderá avaliar o aluno inclusive sobre o seu conhecimento teórico na sua área de pesquisa.

 

§ 7º.  Serão aprovados os candidatos que conseguirem média ponderada maior ou igual a 7,0 (sete), em escala de 0 a 10 (zero a dez), das notas obtidas nas quatro fases do exame de seleção. 

 

§ 8º.  Serão divulgados os resultados finais sob a forma de "aprovado ou reprovado". Não serão divulgadas as notas em qualquer das quatro fases de seleção dos candidatos aprovados ou reprovados. 

 

Art. 14.  As provas de seleção aos candidatos inscritos em Doutorado sem realização de prova escrita de conhecimento

 

§ 1º.  A seleção dos candidatos inscritos ao Doutorado com o título de Mestre obtido em programas de pós-graduação avaliados pela CAPES com conceito 6 ou superior (ou programas de pós-graduação estrangeiros com conceituação equivalente), será baseada em um exame, que constará de quatro fases, cada uma com peso específico:

a) Análise da apresentação oral e defesa do projeto de tese: peso 4.

b) Exame de aptidão em inglês: peso 1

c) Análise do Curriculum Lattes e do Histórico Escolar: peso 3

d) Arguição oral de currículo e conhecimento: peso 2

 

§ 2º.  Os candidatos inscritos ao Doutorado que apresentarem comprovante de proficiência em inglês estão dispensados do exame de aptidão em inglês.

 

§ 3º.  A apresentação oral e defesa do projeto de tese será perante uma banca examinadora. O projeto, com até 20 páginas, deverá seguir o modelo recomendado pela FAPESP e entregue quando da inscrição do candidato de acordo com o item 8 desta Instrução Normativa. A banca examinadora será constituída por três profissionais indicados pela Comissão de Pós-Graduação em Biologia Vegetal. O candidato terá até 20 minutos para apresentar seu projeto e cada membro da banca terá até 10 minutos para arguir o candidato. Após a arguição, em sessão reservada, os membros da banca atribuirão uma nota de zero a dez ao conjunto do projeto escrito, apresentação oral e defesa.

 

§ 4º.  O exame de aptidão em Inglês será na forma escrita e constará de interpretação de texto científico escrito em inglês da área de Biologia Vegetal, sendo facultado o uso de dicionário. Os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete) nesta prova são considerados aprovados, e os com nota inferior a 7,0 (sete) reprovados.

 

§ 5º.  A arguição oral de currículo e conhecimento deverá ser feita pelo potencial orientador, que poderá avaliar o aluno inclusive sobre o seu conhecimento teórico na sua área de pesquisa.

 

§ 6º.  Serão aprovados os alunos que conseguirem média ponderada maior ou igual a 7,0 (sete), em escala de 0 a 10 (zero a dez), das notas obtidas nas quatro fases do exame de seleção. Serão divulgados os resultados finais sob a forma de "aprovado ou reprovado". Não serão divulgadas as notas em qualquer das quatro fases de seleção dos candidatos aprovados ou reprovados. 

 

§ 7º.  Os candidatos que obtiveram o título de Mestre no Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal-IB-UNICAMP serão dispensados do processo seletivo, mediante análise da CPPG-BV, se o tempo decorrido entre a matrícula no mestrado e a candidatura ao ingresso no doutorado tenha sido de no máximo sete anos.

 

Art. 15.  Matrícula

 

§ 1º.   No ato da matrícula os candidatos aprovados deverão entregar o projeto de pesquisa na secretaria da Pós-graduação.