Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Estrutural (PG-BCE) tem suas raízes nos Cursos de Biologia Celular e de Morfologia, do Instituto de Biologia. O Curso de Biologia Celular teve início em 1980, com o Mestrado e em 1994, o Doutorado. A primeira turma de Mestrado do Curso de Morfologia ingressou em 1995. Com a reformulação dos Cursos de Pós-graduação do Instituto de Biologia, em Julho de 1999 dá-se a incorporação do Curso de Morfologia ao Curso de Biologia Celular, originando o então Programa de Pós Graduação em Biologia Celular e Estrutural.

O PG-BCE tem por finalidade formar profissionais capacitados a desenvolver atividades ligadas à pesquisa e docência, nas suas três áreas de concentração: Biologia Celular, Histologia e Anatomia.

O grande avanço das técnicas de biologia molecular, de microscopia de luz e eletrônica e imuno-histoquímica, dentre outras, promoveram o melhor entendimento das funções celulares, dos tecidos e órgãos, favorecendo a integração das áreas de concentração acima citadas. Desta forma, as linhas de pesquisas desenvolvidas extrapolam limites rígidos de classificação, tendo em comum a interpretação de fenômenos biológicos através da Biologia Celular e Estrutural.

À medida que procuramos transmitir aos Mestres e Doutores aqui titulados o perfil de docente em Biologia Celular, Histologia e/ou Anatomia, nos preocupamos em oferecer-lhes uma visão diferenciada dos fenômenos biológicos nos níveis subestrutural e molecular, associada a aspectos morfofuncionais das células, órgãos e sistemas.

No triênio 2001-2003, o Programa de Pós Graduação em Biologia Celular e Estrutural atingiu o nível de excelência, obtendo conceito 6 da Capes, graças ao envolvimento e empenho de seus docentes e alunos em publicar trabalhos de qualidade, participar de congressos e defender suas teses em tempos adequados, buscando sempre a qualidade de seus produtos.

Acreditamos que a manutenção do Programa neste nível de excelência está estreitamente relacionada à capacitação de seus docentes, constante monitoramento das atividades discentes e existência de infra-estrutura laboratorial adequada.

A qualidade do Programa de Pós Graduação em Biologia Celular e Estrutural também pode ser medida pela colocação e absorção de nossos egressos em Instituições de Ensino e Pesquisa Superiores, de todo o Brasil. Consideramos de grande relevância o papel dos profissionais formados por este Programa nas áreas de ensino de Biologia Celular, Histologia e Anatomia, dada a carência destes profissionais no Brasil, aliada a abertura de inúmeros cursos de graduação nas áreas médica e biológica.